Seguidores

29 abril, 2018

9° Reunião ANAVIQ- Centro Cultural Vergueiro

Sintese da 9º reunião ANAVIQ

Realizada no dia 13 de abril de 2018 ás 16:00 hs., no Centro Cultural São Paulo. Localizado na Rua Vergueiro, 1000, Paraíso – SP.
Membros presentes nessa data: Alexandra Bilar, Carlos Wagner, Elaine Alves, Gilberto Henrique e Eliza de Sales Silva.
A reunião teve início somente ás 17:00 hs, devido ao atraso no atendimento da perícia da nossa presidente Alexandra, que ocorreu em Cajamar. O término da reunião foi ás 20:00 hs.
As pautas colocadas foram as seguintes: 1ª) Informações Gerais, 2ª) Definir Calendário de reuniões e eventos da Anaviq, 3ª) Discutir Possibilidade de Criação do Estatuto e CNPJ com advogado particular voluntário, 4ª) Explanação de possíveis atuações para o ano de 2018dentro das diversas funções com base nos objetivos Anaviq: Comunicação, Prevenção, Políticas Publicas, Captação de Recursos e Voluntariado. Considerando que ainda não temos CNPJ. 5ª) Bate papo inicial sobre as funções dos conselheiros Científicos e Regionais, 6ª) Projeto Dia da Fênix. 7ª) Congresso Brasileiro de Queimaduras.
1º) Informações Gerais:
Iniciamos falando em como intensificar nosso trabalho pelos diversos meios de mídias possíveis e redes sociais, sempre tentando deixar tudo com nome da Associação Anaviq que é pessoa jurídica, faltando apenas oficializar. E no trabalho de divulgação geral, tentamos pensar em ações emergenciais mesmo que ainda não estejamos formalizados. Tal como fazer uma carta de apresentação da Anaviq contendo logo, quem somos etc, fazer alguns buners para próximas ações, cartões de visita, camisetas e panfletos ou flyers.
2º) Definição de Calendário Anaviq: Tentamos elaborar rapidamente um planejamento de encontros e reuniões, dentro de alguns eventos que já sabemos que serão realizados. Como o Congresso da Sociedade Brasileira de Queimaduras, o Dia Nacional De Luta Contra a Queimadura e o Ciclo de Palestras realizado pela Liga de Queimaduras que ocorrerá em julho, ainda sem data definida. Será realizado no Hospital Vl. Penteado, onde já fomos convidados juntamente com outras Ongs. Mas também tendo em mente que outros acontecimentos e situações adversas certamente surgirão.
 Atualmente nossa agenda encontra-se dessa forma:
Mês
Data
Evento
Referente
Complemento
Maio
09 á 12/2018
XI-CBQ
Congresso Bra.
Queimaduras
Maio
18/05/2018
Reunião


Maio
26/05/2018
Reunião
Ação dia 06/06
Prevenção
Junho
06/06/2018
Dia Nacional
De Luta Contra
Queimadura
Junho
15/06/2018
Reunião


Junho
21/06/2018
Reunião
Elaborar
Hosp. Penteado
Julho
Á definir
Ciclo de Pales.
Liga de Queim.
Apresentação
Julho
27/07/2018
Reunião


Agosto
17/08/2018
Reunião


Setembro
14/09/2018
Reunião


Outubro
19/10/2018
Reunião


Novembro
09/11/2018
Reunião


Dezembro
07/12/2018
Reunião


















3º) Possibilidade de Criação do Estatuto Social e CNPJ por meio de  advogado particular voluntário: Alexandra já nos inscreveu na Pró Bono e estamos aguardando uma resposta para saber se poderemos ser atendidos ou não por eles. Nesse intervalo todos os presentes concordaram que seria bom buscarmos mais alguma opção, de assessoria voluntária para nos ajudar com registro do Estatuto e CNPJ. E já estamos estudando algumas possibilidades.
4º) Possíveis atuações para o ano de 2018, com base nas diversas funções dos objetivos da Anaviq. Considerando que ainda não temos CNPJ.
 Como por exemplo, abrir nosso grupo do facebook ao público, abrir uma página exclusivamente com o nome da Anaviq, fazer um blog.  Enfim, tudo o que for possível para termos cada vez mais visibilidade e reconhecimento, sempre registrando com o nome da Associação, que é pessoa jurídica. Comentamos também sobre a criação do site, onde Alexandra nos lembrou que já havia um profissional responsável por isso, mas que não tem nos dado nenhuma notícia. Ela resolveu então, colocar o Carlos em contato com esse profissional para sabermos do andamento do site.
Comunicação: Atualmente Alexandra e Elaine estão responsáveis por essa parte, e como já foi dito anteriormente algumas coisas já estão sendo feitas, como a manutenção das redes sociais. E elas ficaram encarregadas de criar outras mídias como YouTube, blog e etc...
Prevenção: Luciana ficará encarregada por nos trazer pesquisas ou propostas sobre prevenção, para que possamos realizar algum projeto para o Dia Nacional de Luta Contra a Queimadura.
 Políticas Públicas: Nessa parte Jocélia fará pesquisas pelos CIDs mais aplicados e utilizados com as vítimas de queimaduras, para saber como poderemos elaborar um específico para o nosso caso.  Atualizações de Leis nesse sentido.
 Captação de Recursos: Ficará com Carlos, que irá apresentar projetos e ideias às empresas para que possam de alguma forma viabilizar ou patrocinar nossas necessidades. Como também tentar alguns descontos com empresas aéreas e hotéis.
 Voluntariado: Eliza ficou responsável por fazer curso de voluntariado e verificar como todos os outros membros da diretoria poderão fazer. Pesquisar modelos de Termos de: Associados, Voluntários, Parceiros. Certificados.
5ª) Funções dos Conselheiros Científicos e Regionais: Após uma breve conversa á respeito de que forma os conselheiros podem de fato estar nos ajudando, ficamos com a seguinte avaliação. Conselheiros Científicos poderão contribuir nos trazendo notícias atuais sobre o que está acontecendo na área da saúde. Informações sobre pesquisas, tratamentos e novas tecnologias. Já com os Conselheiros Regionais: acreditamos que eles possam começar, buscando por vítimas de queimaduras em sua própria região. Fazendo levantamento em hospitais de referência e procurando de fato onde essas vítimas possam estar escondidas. Pra que eles tenham maior suporte e informações unindo-se a nós.
 6ª) Projeto Dia da Fênix: Esse projeto nos foi trazido e apresentado pela Elaine, que conhece uma profissional chamada Cris Leônidas, especializada em micropgmentação e também maquiadora. Sabendo do no nosso caso a Cris de alguma forma quis nos ajudar e resolveu que a cada três meses, reservaria um dia do trabalho dela somente para nos atender, fazendo micropgmentação das sobrancelhas ou dos lábios. Nós apenas contribuímos com custo da pomada e ainda ganhamos maquiagem. Além disso, o esposo dela trabalha com arte gráfica, e ela também quer nos ajudar na criação de um material para divulgação da Anaviq. A principio a ideia seria pequenos calendários e marcadores de página com rostos de vários pacientes que queiram participar, ela pretende cuidar de toda a produção. Nós ficaríamos somente com um pequeno custo para impressão de todo o trabalho voluntário.
7ª)Congresso Brasileiro de Queimaduras: A próxima edição XI do Congresso Brasileiro de Queimaduras, será realizada no período de 09 á 12 de maio de 2018. O local será Nobu Thurnas Gran Resort, em Foz do Iguaçu – PR. Sabemos que a presença de todos os membros da diretoria seria de total importância, embora já esteja bem em cima da hora e não tenhamos muitos recursos. Mesmo assim, ficamos de pesquisar passagens e hotéis próximo ao local, conseguir alguns descontos, tentar montar algum evento para arrecadar renda. Para que possa ter pelo menos um representante da Anaviq podendo ficar por dentro de tudo que realmente acontece num evento de tamanha importância para todos nós.
Prevenção: Luciana ficará encarregada por nos trazer pesquisas ou propostas sobre prevenção, para que possamos realizar algum projeto para o Dia Nacional de Luta Contra a Queimadura.
 Políticas Públicas: Nessa parte Jocélia fará pesquisas pelos CIDs mais aplicados e utilizados com as vítimas de queimaduras, para saber como poderemos elaborar um específico para o nosso caso.  Atualizações de Leis nesse sentido.
 Captação de Recursos: Ficará com Carlos, que irá apresentar projetos e ideias às empresas para que possam de alguma forma viabilizar ou patrocinar nossas necessidades. Como também tentar alguns descontos com empresas aéreas e hotéis.
 Voluntariado: Eliza ficou responsável por fazer curso de voluntariado e verificar como todos os outros membros da diretoria poderão fazer. Pesquisar modelos de Termos de: Associados, Voluntários, Parceiros. Certificados.
5ª) Funções dos Conselheiros Científicos e Regionais: Após uma breve conversa á respeito de que forma os conselheiros podem de fato estar nos ajudando, ficamos com a seguinte avaliação. Conselheiros Científicos poderão contribuir nos trazendo notícias atuais sobre o que está acontecendo na área da saúde. Informações sobre pesquisas, tratamentos e novas tecnologias. Já com os Conselheiros Regionais: acreditamos que eles possam começar, buscando por vítimas de queimaduras em sua própria região. Fazendo levantamento em hospitais de referência e procurando de fato onde essas vítimas possam estar escondidas. Pra que eles tenham maior suporte e informações unindo-se a nós.
 6ª) Projeto Dia da Fênix: Esse projeto nos foi trazido e apresentado pela Elaine, que conhece uma profissional chamada Cris Leônidas, especializada em micropgmentação e também maquiadora. Sabendo do no nosso caso a Cris de alguma forma quis nos ajudar e resolveu que a cada três meses, reservaria um dia do trabalho dela somente para nos atender, fazendo micropgmentação das sobrancelhas ou dos lábios. Nós apenas contribuímos com custo da pomada e ainda ganhamos maquiagem. Além disso, o esposo dela trabalha com arte gráfica, e ela também quer nos ajudar na criação de um material para divulgação da Anaviq. A principio a ideia seria pequenos calendários e marcadores de página com rostos de vários pacientes que queiram participar, ela pretende cuidar de toda a produção. Nós ficaríamos somente com um pequeno custo para impressão de todo o trabalho voluntário.
7ª)Congresso Brasileiro de Queimaduras: A próxima edição XI do Congresso Brasileiro de Queimaduras, será realizada no período de 09 á 12 de maio de 2018. O local será Nobu Thurnas Gran Resort, em Foz do Iguaçu – PR. Sabemos que a presença de todos os membros da diretoria seria de total importância, embora já esteja bem em cima da hora e não tenhamos muitos recursos. Mesmo assim, ficamos de pesquisar passagens e hotéis próximo ao local, conseguir alguns descontos, tentar montar algum evento para arrecadar renda. Para que possa ter pelo menos um representante da Anaviq podendo ficar por dentro de tudo que realmente acontece num evento de tamanha importância para todos nós.

Síntese realizada por Eliza Sales







8° Reunião ANAVIQ- Centro Cultural Vergueiro

Síntese do 8° encontro  ANAVIQ

No dia 23 /02/2018, às 15:00 hs, no Centro Cultural de São Paulo, localizado no endereço: Rua
Vergueiro ,1000 – Liberdade . São Paulo. se deu nosso 7° encontro da Associação, sendo o 1°
pós a unificação da Burns Connect e ANAVIQ. 
Como pauta da reunião, a definição dos Conselheiros Regionais ( conselho em caráter consultivo) e o Planejamento para o Dia de Boas Ações proposto por Camila Finotti no último encontro. Também estava previsto após o cumprimento da pauta, o esclarecimento das dúvidas sobre o Estatuto. A reunião contou a participação de Alexandra Bilar, Eliza Sales, Ana Paula Oliveira, Gilberto Henrique e Jocélia Souza. Camila Finotti não pode comparecer devido ao estado febril de seu bebê , sugerindo o contato por telefone. Deu se início então , com a apresentação dos nomes sugeridos por
Alexandra para esse conselho. Dentre eles tinham os pacientes Alisson e Sane ( Minas Gerais) ,
Joagna e Suzana( Brasília) , Elaine (Santa Catarina) , Eduardo Ong Amanhecer ( Manaus), Rosa
Irlene NPQ ( Goiás), Ana Ong Avanço ( Brasília) , Nayara Projeto Camp Samba e Cristina Lopes
(Goiás). Ana Paula sugeriu que aos presidentes de Ongs propuséssemos parceria ao invés de
convidá-los como pessoa física para o Conselho e com os nomes já conhecidos e aprovados,
que redigíssemos o convite. Alexandra também propõe mais dois nomes para fazer parte do
Conselho Científico: Mariana Negrão ( coordenadora do curso de fisioterapia da Anhembi
Morumbi) e Abílio Macedo, estudante de mestrado na área de psicologia para queimados. O
grupo aprovou os nomes e também serão enviados os convites. Será verificado junto a
advogada , a participação dos membros do Conselho Regional e ou científicos que moram em
longa distância, por skype, com data das reuniões pré estabelecidas . Isso foi informado no
convite.
 Encerrando esse momento, passamos para segunda parte da pauta, que seria feito
juntamente com a Camila, onde trataríamos sobre o Dia de Boas Ações. Jocélia diz ter entrado
no site e não ter conseguido visualizar uma Ação para realizarmos no dia e que se sente sem
preparo técnico para tal. Ana Paula diz que o Conselho científico dará suporte. Sem muito
embasamento no assunto, Alexandra propõe que deixássemos para conversar com a Camila
pois só ela mesma poderia nos nortear, então sugere que fossemos discutir as questões
pendentes do Estatuto, pois no dia 28/02 precisa estar com as alterações prontas. Com as
anotações das mudanças sugeridas em uma outra reunião em mãos, o 1° item abordado foi a
questão dos objetivos. Ficou se de verificar junto a Camila de que forma enquadraremos os
objetivos ANAVIQ no Estatuto. Um outro assunto que havia ficado em dúvida , era a questão
de que qualquer pessoa física ou jurídica poderia requerer integração ao quadro associativo da Associação. Uma preocupação em relação a isso, se dá no sentido de focar em que é
protagonista ( pacientes). Com a alteração do nome ANAVIQ- Ass Nac. dos Amigos e Vítimas de
Queimaduras, abrangeremos também Amigos, Profissionais e Familiares, no entanto
queremos prever em Estatuto, que submeteremos as solicitações ao quadro associativo (pessoas físicas) à apreciação da Diretoria ou restringir o poder de voto aos pacientes por
exemplo. E quanto as pessoas jurídicas, organizações e empresa, faremos termo de parceria
conforme orientação da Camila. Um outro assunto ainda referente aos Associados, seria uma
possível cobrança mínima de taxa para se associar. Temos dois pontos de vista diferentes
nesse sentido:
O primeiro é que precisaremos de um valor para arcar com despesas de certidões e
outros documentos que irão surgir, por isso uma cobrança ainda que mínima ajudaria
nesse sentido .
O outro ponto de vista é que se cobrarmos ainda que uma taxa mínima, teremos que
ter algo a oferecer ao associado. Então, em consenso, definiu se que nesse 1°
momento, que é de estruturação, caso venhamos precisar arrecadar algum valor para
custas, isso acontecerá em caráter colaborativo, que primeiro temos que definir
meios para cadastro e controle desses associados para posteriormente pensar sobre
uma mensalidade ou anuidade para se associar.
Prosseguindo com as anotações sobre o Estatuto, Alexandra menciona que considera de suma
importância previsão das atribuições de cada membro da Diretoria. Embora saibamos que
todo mundo fará tudo e o trabalho será muito, acredita que as demandas precisam estar
definidas e divididas, até para que possa haver responsabilização . Ana Paula verifica que já
existe isso no Estatuto , no entanto , informamos a ela que tínhamos uma formação diferente
do quadro de Diretoria da Burns, pois até então, formamos uma equipe segundo o Manual que
estudamos o que tem uma formação diferente na Burns. Voltamos então ao assunto
FORMAÇÃO DE DIRETORIA, pois precisamos de 2 conselheiros fiscais sendo que um dos
membros não pode ser Conselho Fiscal ( Gilberto). Ana sugere que tentemos nos adequar ao
formato da Burns para que tenhamos então a Diretoria composta e que teremos que nos
adequar aos cargos que tem para participar da Diretoria. Pergunta se alguém faz objeções em
prever as funções no Estatuto e o grupo diz que não. Ela completa dizendo que se isso
tranquiliza Alexandra não tem porque não prever. Alexandra diz que somos cargos de Diretoria
mas nem nós mesmos ainda sabemos ao certo nossas funções. Que devem constar inclusive
em caráter consultivo que além de tudo dará respaldo legal para cada um cumprir suas
atribuições e também ser exigidos por ela. O próximo assunto a tratar foi o da abertura de
Regionais em outros Estados, onde disponibilizamos de um modelo pronto da SBQ, que também é uma organização Nacional. Temos recomendações do Conselho em se estruturar
aqui em SP primeiro e essa recomendação será seguida. No entanto achamos importante
prever em Estatuto, pois quem ler já poderá ir se adequando ( exigências) para criar uma
ANAVIQ em seu Estado , pois este é um objetivo , criar representatividade nos Estados e
sabemos que isso não acontece de um dia para o outro. Nesse momento Ana Paula se despede
pois tinha previsto ficar até as 17h. Continuamos a reunião, onde foi feita a leitura do Capítulo
todo das " Regionais" no Estatuto da SBQ, a nível de se inteirar do assunto. 
A seguir tratamosde algumas pautas trazidas por Jocélia, como o planejamento das ações anuais da ANAVIQ, a possível agenda de compromissos já assumidos pela Burns ou pelo Projeto Liga de
Queimaduras, o modelo de termo de parceria, termo de voluntariado. Alexandra diz que tem
priorizado os assuntos da mudança de Estatuto e da junção dos grupos. Que após
consolidarmos essa parte , veremos como isso se dará. Teremos que adquirir algumas
competências na prática mesmo, com ajuda dos Conselheiros, porém num próximo momento
teremos as orientações dada por Camila à seguir, que foram passadas na 5 °
reunião, como se inscrever nos Conselhos, no curso do voluntariado, etc. Acredita que tudo vai
se resolver e dar certo. Jocélia ainda se coloca sobre a quantidade de reuniões no mês, assim
como os horários das reuniões, das Pautas que envolvem a Diretoria, de outras que envolvem
os Conselhos ( como o Projeto em Andamento da Liga) . Sua preocupação se dá devido a
conciliação do horário com o trabalho. Enfatiza a necessidade de criarmos um planejamento
anual nos próximos meses para pautarmos nossas ações e com isso se programar. Alexandra
diz que precisamos ver como se dará esse planejamento , pois agora somos um grupo. Que
precisamos ver de que forma caminharemos, em cima dos objetivos ou dos projetos? Que
acredita que tudo vai se resolver. Justificou o numero enorme de reuniões esse mês devido a
junção e que sempre tentaremos fazer uma conciliação na agenda, porém nem sempre será
possível para todos. O grupo caminhará com os presentes e que estiverem disponíveis,
atentando sempre para as justificativa dos que não puderem. Manteremos o habito da síntese
para situar todos. Novamente surge o assunto do dia de Boas Ações. Gilberto e Jocélia acham
que está muito em cima e não temos nada programado. Sugerem dia 6 de junho para uma
possível atividade. Alexandra diz que verá junto a Camila a possibilidade de se planejar algo via
whatsapp e acha viável para consolidação do grupo.
Já nos ultimos momentos da reunião, foi tentado então fazer o enquadramento das funções de
cada um dentro do Estatuto, se utilizando do formato da Burns Connect: 3 Diretores e 3
Conselhos Fiscais. Como nosso grupo é de 7 membros, tentaremos enquadrar mais o Cargo de
secretária. Caso não seja possível, remanejaremos novamente . Jocelia ligou para os membros
que não puderam estar e deram suas justificativas e informou a nova Formação .

Síntese elaborada por Alexandra Bilar.


7° Reunião: ANAVIQ & Burns Connect- Hospital Vila Penteado

Síntese do 7° encontro ANAVIQ

O encontro foi realizado no dia 14/02/2018, nas dependências do Hospital Vila Penteado, situado no endereço : Avenida Ministro Petrônio Portela,1800 – Jardim Iracema, São Paulo.
Esteve presente nesse encontro: Alexandra Bilar, Jocélia Sousa, Gilberto Henrique, Carlos Wagner, Elaine Alves, Luciana Maria, Eliza Sales; Também esteve presente nesse encontro Gestores e conselheiros da Burns Connect: Camila Finotti, Dra Elaine Tacla, Ana Paula Oliveira, Juliana Gatti, Edevaldo Soares;
A reunião teve início com a Dr Elaine, que nos sugeriu desmembrar as siglas da ANAVIQ dando significado a cada Sigla: A Associação , N nacional , indagou sobre o A e nós falamos NA de nacional ,VIQ vítimas de queimaduras. Ela enfatiza que independente do agente causador , seja ele fogo, acidente elétrico ou outro tipo de queimadura, a pessoa é vítima de uma lesão e muitas vezes vítima de uma doença emocional (no caso de tentativa de suicídio), posteriormente também tornando se uma vítima social por não ter suas necessidades assistidas enquanto paciente.
Já num segundo momento, os membros da Anaviq, se apresentaram fazendo um breve
resumo de suas histórias.
Alexandra contou um pouco mais da história do grupo, desde como ele foi formado, até o momento atual. Onde já há vários participantes, tanto por meios de grupos de whats app, facebook e instagram.
Em seguida foi a vez dos membros da Burns Connect se apresentarem:
Camila Finotti, é formada em políticas públicas, gestora de projetos sociais e de fisioterapia. Trabalhou em missão na África, através dos Médicos sem Fronteiras. Retornou ao Brasil, trabalhou no Instituto Pró Queimados. Onde pode perceber que no Brasil havia um déficit muito grande para causa de queimados. E devido ao seu conhecimento com vários profissionais da área, resolveu convidá-los para formar uma Liga de Queimaduras e consequentemente a Burns Connect.
Ana Paula Oliveira, fisioterapeuta e coordenadora do Instituto Pró Queimados. Convive com vítimas de queimaduras a pelo menos 15 anos, e sempre quis realizar algo a mais pela causa. Encontrou no convite da Camila a oportunidade que lhe faltava. Fazendo a ligação da Camila Finotti com Alexandra Bilar.
Juliana Gatti, é pesquisadora, trabalha com pesquisa de qualidade de vida, pesquisa tecnológica, pesquisas com plantas sempre com foco em queimaduras. Segundo ela, é uma prática que foi recentemente aprovada pelo congresso para ser incluída no SUS a partir de março de 2018.
Edevaldo Rubens Soares, atualmente trabalha na Assembleia Legislativa do estado de São Paulo. Sofreu acidente há 26 anos, onde teve 70% do corpo queimado. Na época realizou tratamento no Hospital Municipal do Tatuapé em São Paulo. Após esse período, quis entrar nessa causa em busca de mais hospitais públicos que pudessem atender melhor os queimados. Junto com outros políticos como MárioCovas.
Elaine Tacla cirurgiã plástica especializa em queimados, atualmente diretora da ala de queimados no 
Hospital Geral da Vila Penteado. Tratou de nos explicar um pouco do funcionamento do hospital em relação área de queimados, já que é um dos poucos hospitais de referência. Enfatizando sempre das dificuldades que tem pra conseguir manter esse espaço dentro do hospital.
No terceiro momento Alexandra realizou a a leitura dos objetivos da Anaviq para
verificação se estavam alinhados aos objetivos da Burns Connect; Ainda nesse momento foram discutido também a importância do paciente dentro do contexto, sugestões para divulgação da prevenção, estrutura física especifica para tratamentos de vítimas de queimaduras;
No quarto momento Equipe Burns Connect e Anaviq tornam-se um só, Camila Finotti diz que irá fechar a Burns Connect, oferecendo a transferência do Estatuto e CNPJ, para o projeto de ong do grupo de vítimas de queimaduras então denominado de ANAVIQ ( Associação Nacional de
Vitimas de Queimaduras ) , que se encontra em atual situação deprocesso de abertura;
Ficando definido da seguinte maneira: Anaviq - Diretoria com poderes legais: Alexandra Bilar, Carlos Wagner, Elaine Alves, Eliza Sales,, Luciana Maria, Jocélia Santos, Gilberto Henrique ( a definir cargos no estatuto), com a observância que Gilberto Henrique não pode ser Conselho Fiscal nem tesoureiro caso Alexandra permaneça como Presidente da Ong.
Posto isso, Camila nos sugeriu que formasse um Conselho de profissionais para Anaviq, uma Equipe Suporte (sem poderes legais) : Conselho Científico e Conselho de Política Pública: caráter consultivo, formado por profissionaisbdo ramo científico nacionais nas áreas de atuação de queimaduras. Estes
profissionais apoiarão na formulação e execução das políticas públicas e científicas, participar e/ou representar Anaviq em atividades específicas quando solicitados, colaborar com a organização de eventos técnicos e científicos, propor ações que fortaleçam a atuação da Anaviq no apoio ao desenvolvimento científico, político e tecnológico à inovação em queimaduras.
Conselho Científico: Dra Elaine Tacla (Chefe Unidade de Queimaduras H.Vila Penteado, Líder conselho científico Anaviq, Liga queimaduras - reuniões no hospital). Dra Ana Paula Oliveira (Projetos de Prevenção), Dra Juliana Gatti (Práticas Integrativas, Projetos socioambientais), Dra Iara
Floriano (TO). Conselho Políticas Públicas: Edevaldo Soares (Líder conselho políticas públicas Anaviq, relacionamento público-privado). Camila Finotti (políticasde saúde, desenvolvimento institucional). Alessandra Barbosa (políticas sociais, assistente social, projetos educação).
Foi solicitado também pela Camila que pensássemos em promover algum
evento no dia 06/06/2018 ( DIA NACIONAL DO COMBATE A QUEIMADURA) nas dependências do Hospital Vila Penteado; assim como no dia 15/04/2018 o dia DBA (Dia de boas Ações) onde foi colocado a possibilidade de palestras motivacionais, prevenção, orientações e/ ou relatos de pacientes vitimas de queimadura;
Encerra se assim, o nosso 7º encontro . 

Síntese elaborada por Luciana Maria com a colaboração (anotações) de Eliza Sales.


 


6° Reunião ANAVIQ - Centro Cultural Vergueiro

SÍNTESE DA 6ª REUNIÃO ANAVIQ

Realizada as 16:00, no dia 09 de fevereiro de 2018. No Centro Cultural São Paulo, localizado na
Rua Vergueiro, 1000. Paraíso/ São Paulo – SP.
Encontraram-se presentes os seguintes membros: Alexandra Bilar, Jocélia Sousa, Gilberto
Henrique, Carlos Wagner, Elaine Aves, Luciana Maria e Eliza de Sales Silva.
Ainda num momento informal, Alexandra buscou impressões dos membros da Associação, diante
da proposta que Camila Finotti nos fez, através de aplicativo de bate-papo. Ela sugeriu que
façamos uma integração entre a Burns Connect e Anaviq.
Aguardávamos então, a chegada de Jocélia e também tentávamos nos conectar com Jéssica
Gomes, para dar início a nossa reunião. E nesse meio tempo pudermos dar nossas impressões.
A princípio as pautas propostas foram: 1ª) Leitura do Estatuto da Burns Connect, para verificar as
possíveis alterações que o grupo considerasse viável diante da proposta da Anaviq. 2ª)
Contrastar os Objetivos da Burns Connect com os da Anaviq
3ª) Definição e formalização de convite para os Conselheiros Regionais. 4ª) Definição e formalização de diretoria, para solicitação de foto e bibliografia individual. 5ª) Definição do Logo 6ª) Recado finais.
Iniciamos a reunião pelas pautas propostas a seguir:
1ª) Leitura do Estatuto da Burns Connect:
Fizemos a leitura do Estatuto da Burns Connect, juntamente com o Manual de Estatutos da Pró Bono. Tentando sempre comparar os pontos em comum em cada um. E para sabermos o que mais poderia ser acrescentado ou retirado do Estatuto da Anaviq, diante do que já havíamos estudado no Manual de Estatutos. Após essa leitura podemos ver a aplicabilidade dos Artigos no Estatuto da Burns e fizemos anotações para possíveis alterações.
Devido a densa leitura do Estatuto e a complexidade do assunto que foi de extrema importância,
deixamos o segundo momento previsto na pauta, para o final de nossa reunião. Uma vez que se
tratava de um assunto extenso e tínhamos ainda muitos outros assuntos urgentes a definir, em
um curto espaço de tempo.
Fomos então para o terceiro momento.
3ª) Definição e formalização dos Conselheiros Regionais: Entendemos que precisamos escolher
os conselheiros e convidá-los formalmente.Nesse momento sugerimos alguns nomes
conhecidos por todos nós e que de alguma forma já realizam trabalhos com vítimas de
queimaduras em suas cidades. Posto isso, decidimos por avaliar melhor cada um desses nomes
e pensar com um pouco mais de calma sobre eles. Para então, realizarmos os convites.
4ª) Definição e formalização de Diretoria, solicitação de foto e bibliografia: Mesmo com a diretoria
já pré-estabelecida, discutimos sobre a confirmação de cada membro dentro da diretoria da
Associação. Dois cargos ficaram em aberto e a disposição, devido a ausência das participantes
Jéssica e Penha. No formato de Diretoria da Burns, existem 05 membros. No momento presente
nossa Associação estava com 06 membros, resolvemos então, manter a formação já existente da
Anaviq, fazendo essa alteração no Estatuto.
5ª)Definição do Logo: Alexandra nos sugeriu a possibilidade de utilizarmos o Logo da Burns
Connect, no entanto, o grupo preferiu manter o Logo já desenvolvido para Anaviq. O qual
provavelmente ainda sofrerá algumas alterações, no que diz respeito a descrição das cores e
também no momento de registrar o Logo. Essa questão está aos cuidados do Dr. Luiz Phillipe
Molina Vana para que possa nos dar melhor orientação.
Finalmente e quase já nos últimos minutos fizemos a leitura rápida dos objetivos da Burns
Connect, para tentar verificar o que realmente será incorporado ou não, aos nossos. Pois
estamos iniciando e ainda não sabermos ao certo, de que maneira poderemos cumprir cada um
desses objetivos.
Embora saibamos que os objetivos das associações tenham foco em políticas publicas, algumas
atuam mais em conjunto com profissionais e outras com pacientes.
Abaixo seguem os objetivos do Estatuto da Burns Connect, do artigo 4º, parágrafo 1º. Como
tentativa de enquadramento das propostas e objetivos da Anaviq.
a) Desenvolver, fomentar e apoias iniciativas, projetos e programas educacionais, culturais,
desportivos, socioeconômicos e de saúde.
b) Desenvolver, fomentar, e apoiar Projetos e programas que tenham como objetivo, promover e
expressar a formação, expressão e lazer à crianças, jovens e adultos, Integrantes de
comunidades em situação de risco e vulnerabilidade social.
c) Promover e fomentar atividades esportivas e/ou para desportivas em seus diversos segmentos
e modalidades.
d) Prover ajuda humanitária por meio de ações e de orientações à familiares e vítimas de
queimaduras.
e) Colaborar para fomentação e desenvolvimento de políticas públicas, culturais, desportivas,
educacionais e de saúde, para a garantia da cidadania.
f) Estabelecer termos de fomentos, colaboração, acordos de cooperação ou demais instrumentos
com entidades públicas, nacionais e internacionais. Para materialização do objetivo social do
instituto.
g) Promover, apoiar e desenvolver, em seus vários desdobramentos, as manifestações
intelectuais e culturais, por meio de treinamento técnico, de publicação e da edição própria ou por
meio de terceiros, de livros e revistas de natureza técnica, científica, cultural e artística e de
vídeos e quaisquer outros meios de divulgação e comunicação que ajudem a divulgar o objeto
social do instituto.
h) Desenvolver quaisquer outras atividades do objetivo social, desde que previamente aprovados
pela diretoria.
Então dentro de tudo aquilo que pudemos perceber em outras instituições e na Burns Connect.
Tentamos sugerir alguns objetivos que julgamos ser necessários para formação da Anaviq. São
eles:
Disseminar a prevenção junto à sociedade alertando o risco de acidentes em ambientes
residenciais,de trabalho,entre outros.Conscientizando sobre a gravidade das
queimaduras e dificuldades no tratamento. Podendo ser realizado através de campanhas
educativas, palestras, materiais didáticos e peças teatrais.
Buscar recursos através de parcerias com órgãos públicos e privados, para que possam
contribuir com apoio estrutural e fortalecimento da Associação. Para que possamos
realizar programas e projetos previstos e constituir uma maior qualidade de vida aos
pacientes com sequelas.Criar articulação com profissionais de saúde na área de estética, e com universidades que possam vir a se interessar pela causa de queimaduras. Prestando serviços gratuitos ou a preços populares, para pacientes com sequelas de queimaduras.
Atuar no desenvolvimento e definição de políticas públicas, tanto para pacientes em fase
aguda, como para pacientes com sequelas.
Apoiar capacitação específica de cuidados com queimados para profissionais da área de
saúde, tanto na rede pública quanto particular.
Reivindicar para que haja pelo menos um hospital de referência em queimaduras em cada
estado brasileiro.
Pleitear a criação de um Cid para os pacientes com sequelas de queimaduras,
enquadrando-os como deficientes cutâneos e consequentemente como deficientes físicos.
Batalhar por mais investimentos e recursos para os queimados, a fim de ampliar o número
de leitos nos hospitais e obter mais materiais cirúrgicos de qualidade. Tendo como
exemplo, expansores de pele, próteses mamárias e também equipamentos que façam
tratamento de cicatrizes, como laser, dermaroller, entre outros.
Criar parcerias com Ongs que atuam na distribuição de produtos que previnem e tratam as
cicatrizes, como por exemplo: malhas compressivas, óleos, hidratantes e filtro solar.
Normatização no atendimento de pacientes queimados, primeiros socorros.
Criação de meios de comunicação que possibilitem maior integração e informação entre
pacientes e profissionais de saúde de todos os estados do Brasil. Através de plataformas
digitais (redes sociais), correspondências e possíveis encontros anuais, programados com
antecedência.
Buscar por representatividade nos estados, a fim de mobiliar a sociedade sobre a
gravidade da queimadura, visando a disseminação da problemática do assunto e possível
ampliação das discussões.
Promover encontros periódicos de pacientes e seus familiares, para diálogos com temas
voltados para assuntos de queimaduras, combatendo o isolamento e contribuindo para
troca de experiências e ajuda mútua. Podendo verificar assim, como cada um lida com as
transformações ocorridas em suas vidas e favorecendo a auto estima com o intuito de
reinserção familiar, reintegração no trabalho e ressocialização junto a comunidade.
Promover o voluntariado realizando visitas mensais a hospitais de queimados, levando
apoio e incentivo a paciente nesses momentos tão difíceis.
Encorajar pacientes de outros estados a realizar as mesmas ações em suas cidades.
Realizar projetos e programas sociais que venham a contribuir com promoção humana da
comunidade vitimada de sequelas de queimaduras, assim como promoção de saúde, em
âmbitos psíquicos, físicos e sociais.
Projetos que possam contribuir com a sustentabilidade da AssociaçãoProduzir mídias curtas com histórias de pacientes que sofrem queimaduras, relatando seu
processo de superação diária. Criar um acervo com histórias de pacientes, através de
blogs,
6ª) Recados Finais: Como recado final, ficou que todos nós membros da Associação, deveremos
estar presentes na reunião convocada pela Camila Finotti. Que será realiza no dia 14/02/2018 ás
15:00hs, no Hospital Vila Penteado .
Ficaram ainda pendentes, algumas dúvidas gerais que achamos poder esclarecer melhor nessa
próxima reunião. São elas:
Arrecadação de recursos financeiros para palestras, viagens futuras etc.
Capacitação e formação dos membros.
Após a transferência de nomes, quais habilitações conseguidas pela Burns que continuam
conosco? E quais teremos que adquirir, de acordo com nossos objetivos?
No que se refere aos Associados, como devemos classificá-los? Todos eles terão
obrigatoriamente direito a voto sobre qualquer questão dentro da Associação?
A data de aprovação anual de relatório, que atualmente ocorre em 30/04 pode ser
alterada? 

Síntese realizada por Alexandra Bilar Henrique e Eliza de Sales Silva



9° Reunião ANAVIQ- Centro Cultural Vergueiro

Sintese da 9º reunião ANAVIQ Realizada no dia 13 de abril de 2018 ás 16:00 hs., no Centro Cultural São Paulo. Localizado na Rua Vergue...